Blog Mercart

10 Tipos de Trabalho Online em Portugal

Como obter trabalhos/projetos freelance online

Primeiro tem de criar contas em sites populares de freelancing. Empregadores e proprietários de empresas contratam freelancers através de plataformas populares online de emprego freelance.

Depois de criar as contas nestas plataformas de freelancing populares, complete o seu perfil e candidate-se aos empregos que lhe chamam à atenção propondo a sua oferta.

Se a sua oferta for selecionada pelo empregador, tem de concluir o projeto dentro de um determinado período e submeter o seu trabalho para aprovação.

Quando o empregador aprovar quaisquer projetos, ganhará dinheiro. Pode receber dinheiro através do PayPal ou de transferência bancária. Aqui, pode ver alguns sites freelance populares que são gratuitos para participar.

  • Upwork
  • Freelancer
  • Fiverr
  • Guru
  • 99Designs

Categorias populares de emprego freelance online

Aqui estou a enumerar algumas das categorias populares de emprego online em Portugal que podem ser encontradas nas plataformas de freelancing acima referidas.

Se tem habilidades & conhecimento em qualquer uma destas categorias de emprego online, pode juntar-se a estes sites para ganhar dinheiro online.

1. TRABALHOS DE ESCRITA DE ARTIGOS/ESCRITA DE CONTEÚDOS

Se tem habilidades de escrita com gramática perfeita, pode ganhar dinheiro suficiente completando projetos de escrita de artigos em sites de freelance populares. Também se pode juntar ao iwriter para mais trabalhos de escrita de conteúdo.

2. TRABALHOS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA IPHONE & ANDROID

As plataformas de freelancing acolhem milhares de projetos de desenvolvimento de aplicações e se, tiver aptidão para a programação, pode ganhar milhares de dólares por mês ao concluir projetos com elevados pagamentos.

Milhares de desenvolvedores de aplicações móveis ganham mais ao trabalhar online do que num trabalho tradicional ao trabalhar com projetos de iPhone ou aplicativos Android.

Pequenos empresários e empresas de TI contratam programadores de aplicações em plataformas populares de freelancing e pagam bons valores para projetos de desenvolvimento de aplicações.

Também se pode candidatar a empregos de desenvolvimento de software da área de trabalho porque pode encontrar projetos com pagamentos altos para desenvolver softwares personalizado para escolas, companhias ou outras empresas.

3. EMPREGOS DE DESENVOLVIMENTO DE WEBSITES

Pode encontrar milhares de empregos de desenvolvimento web online bem pagos em plataformas de freelancing populares.

Se conseguir configurar websites profissionais, tem de experimentar estes trabalhos freelance. O empregador pode pedir-lhe para criar websites WordPress, uma plataforma social, site eCommerce ou um website personalizado.

4. EMPREGOS DE WEB DESIGN

Se conseguir personalizar um site WordPress ou PHP com base em qualquer script web, pode facilmente obter este trabalho. Este tipo de trabalho requer a reformulação de competências e capacidades de programação de websites.

Normalmente, um provedor de emprego pede ao freelancer para criar websites personalizados de acordo com as suas necessidades ou podem pedir-lhe para criar um tema personalizado de plugin ou design do site.

5. EMPREGOS DE ASSISTENTES VIRTUAIS

Neste tipo de trabalho, podem pedir-lhe para lidar com as tarefas de gestão de websites ou tarefas de gestão de negócios online.

Pode ter que lidar com trabalhos de resposta a e-mails, tarefas de manutenção de blog, projetos de pesquisa de internet & com as contas de redes sociais em nome do seu empregador.

Se tem pleno conhecimento de trabalhos de assistente virtual, pode ganhar dinheiro decente online através destes sites de freelance.

Continue a ler o artigo para conhecer mais tipos de trabalho online que poderá encontrar em Portugal.

6. SEO – TRABALHOS DE OTIMIZAÇÃO PARA MOTORES DE BUSCA

O trabalho de SEO requer pleno conhecimento da otimização dos motores de busca. Se não conhece as regras e os métodos de SEO, pode ler o guia de e-book de otimização para motores de busca do Google.

Pode encontrar centenas de empregos de SEO bem pagos nos sites de freelancing mencionados. Além disso, também pode juntar-se a seoclerk.com para encontrar mais clientes online para o serviço de SEO.

7. EMPREGOS DE MARKETING DIGITAL

Este trabalho requer pleno conhecimento de marketing de internet, incluindo a criação de campanhas de anúncios online & de competência de gestão para os sites de marcas ou negócios.

Se tem conhecimento da escrita de conteúdos de acordo com as regras de SEO, marketing de redes sociais e execução de anúncios direcionados ao Google, Facebook, Twitter, Instagram, YouTube & sites de redes sociais populares, deve experimentar os projetos de marketing digital.

8. TRABALHOS DE ENTRADA DE DADOS ONLINE/TRABALHOS DE DIGITAÇÃO ONLINE

Este é um dos empregos online mais pesquisados na internet, mas a maioria dos trabalhos de entrada de dados online que fornecem websites são fraude, exceto plataformas de freelance confiáveis.

Se estiver à procura de trabalhos fidedignos online de entrada de dados ou de digitação, pode-se juntar aos sites de freelance populares e candidatar-se a trabalhos online de entrada ou digitação de dados.

Pode encontrar centenas de projetos de digitação em sites populares de freelancing como o Freelancer, o UpWork & o Guru.

9. LOGOTIPO, BANNER DE PUBLICIDADE & TRABALHOS DE DESIGN GRÁFICO

Se é um designer gráfico ou tem habilidade para desenhar logotipos & banners de publicidade, pode ganhar dinheiro online com os empregos de design que lhe interessar.

Milhares de empresas, proprietários de websites e desenvolvedores de aplicações compram logótipos profissionais, banners gráficos & publicidade para os seus projetos e, pagam muito bem por isso.

Milhares de designers estão a ganhar dinheiro suficiente online ao entregarem projetos aos empresários através de portais de emprego freelancing.

10. FINANÇAS E EMPREGOS CONTABILÍSTICOS

Se tem competências em contabilidade, gestão, escrituração, gestão de projetos ou planeamento financeiro, pode tentar este trabalho em sites populares de freelancing.

Este tipo de empregos podem proporcionar-lhe um rendimento muito elevado. Pode encontrar centenas de profissionais & agências nesta área em portais freelance e eles cobram preços muito altos pelos seus trabalhos.

Se tiver competências para trabalhar em qualquer uma das categorias enumeradas, pode ganhar mais do que nos trabalhos tradicionais.

Como se Tornar num Nómada Digital: 7 Dicas Úteis

Muitos de nós já vimos aquelas imagens de nómadas digitais com um portátil ao lado de um coco, um lindo oceano ao fundo e a hashtag #officeoftheday. A ideia de trabalhar a partir da praia ou de uma rede num local tropical pode facilmente induzir à inveja, especialmente se estiver sentado num cubículo ou a trabalhar em casa com as suas calças de fato de treino.

Aqui estão algumas das coisas mais importantes a pensar quando se está a considerar como se tornar num nómada digital, especialmente se espera ver-se a viajar pelo mundo.

1. Escolha uma cidade com uma comunidade nómada digital

Ter uma comunidade de nómadas para nos conectar é crucial. Quando se pensa num destino, há muito a considerar; se for para uma cidade que tem uma comunidade nómada estabelecida, é mais provável que tenha apoio incorporado.

Medellín, Colômbia, Playa Del Carmen, México e Canggu, Bali são três destinos nómadas digitais populares, mas há muitos mais. Faça a sua pesquisa no Google e no Reddit e verifique quais os grupos de Facebook disponíveis para a cidade que escolheu. Pode obter muitas das suas perguntas relacionadas com o destino respondidas antes de se comprometer a ir para lá.

2. Escolha a conta bancária e os cartões de crédito certos

Conta bancária

Por sua vez, os outros bancos ou as caixas de multibanco podem cobrar as suas próprias comissões. Se não selecionar o seu banco com sabedoria, poderá ficar preso a pagar dois conjuntos de comissões do multibanco sempre que levantar dinheiro.

Poupe a dor de cabeça e escolha um banco que reembolse as comissões do multibanco.

Cartões de crédito

Também vai querer obter um cartão de crédito de viagem que não cobre taxas de transação estrangeiras, que podem chegar aos 3%. Não há razão para pagar isto se não for preciso. Os cartões de crédito de viagem premium dispensam as taxas de transação estrangeiras e também oferecem bónus em determinadas categorias (por exemplo, viagens, refeições, compras no supermercado) e várias regalias para viajar.

3. Decida o que fazer com as suas coisas

Se quer ser um nómada digital, o cenário mais fácil é acabar com o arrendamento do apartamento e guardar as suas coisas com a família ou num armazém. Se a situação é mais complicada, isso não significa que esteja sem sorte.

Se é dono da sua casa ou apartamento, considere alugá-la a um inquilino a longa duração. Ou se a sua cidade permitir a partilha de casas, como o Airbnb ou o VRBO, considere contratar alguém para gerir esse processo por si. Esta pode ser uma ótima maneira de reduzir os seus custos gerais e potencialmente obter lucro.

4. Escolha um local que se alinhe com o seu horário de trabalho

Se tiver um trabalho remoto (ou clientes) que vivam em Portugal, terá mais facilidade em trabalhar com locais que têm fusos horários sobrepostos com Portugal. Evite destinos como a Ásia, onde a diferença horária pode ser significativa, tornando-se muito difícil ter qualquer tipo de vida social ou uma rotina saudável além do trabalho.

Continue a ler o artigo para conhecer mais dicas úteis para se tornar num nómada digital.

5. Considere os requisitos tecnológicos

Cartão SIM (telemóvel)

Se tiver um tarifário com um fornecedor português, é provável que tenha de pagar muito pelo roaming internacional ou os seus dados serão limitados a uma velocidade menor depois de esgotar o plafond de dados móveis internacionais gratuitos.

Uma dica de viagem comum é comprar um cartão SIM pré-pago com um plano de dados do seu destino internacional. Guarde o seu cartão SIM existente num local seguro e insira o cartão SIM local no seu telemóvel.

Esta é uma opção muito melhor do que manter constantemente o telemóvel em modo avião e procurar uma rede Wi-Fi. Esta não é uma solução sustentável quando se vive no estrangeiro como um nómada digital (em vez de se ser um turista).

VPN (computador)

Se vai viver e trabalhar no estrangeiro, compre uma Rede Privada Virtual a um fornecedor confiável (são muitos). Uma VPN facilitará o seu login em sites com sede em Portugal, para não falar do assistir à Netflix e a outros serviços de streaming (que podem não estar disponíveis no país que está a visitar).

6. Obtenha um Seguro de viagem

Dependendo de para onde viaja, os cuidados de saúde locais podem ser relativamente caros em comparação com a cobertura em Portugal, por isso deve considerar a compra de um seguro de viagem ou de seguro de saúde de viagem no caso de uma emergência.

7. Junte-se às comunidades de co-living

Se fez toda a pesquisa, mas ainda se sente nervoso por dar este passo sozinho, considere juntar-se a uma comunidade de co-living/co-working. Existem várias empresas conhecidas que gerem encontros coordenados que variam de um mês a um ano em várias partes do mundo.

Se estiver interessado, terá de submeter um pedido. Normalmente, atendem a trabalhadores remotos existentes ou ambiciosos e a empresários que queiram fazer amigos enquanto vivem e trabalham no estrangeiro.

Pode ter uma carreira real como um nómada digital

Devido à pandemia, trabalhar remotamente tornou-se mais normal, deslocando o cenário de nómada para o convencional. Um equívoco comum do estilo de vida nómada digital é que as pessoas que o fazem estão a sacrificar a sua estabilidade financeira ou têm empregos obscuros. Não é esse o caso.

O último ano demonstrou que muitos de nós podemos trabalhar a partir dos nossos portáteis sem precisar de entrar num escritório. E há uma abundância de sites de pesquisa de trabalho remoto que enumeram uma grande variedade de posições abertas.

Se já tem um emprego que ama, considere pedir ao seu chefe que o deixe trabalhar remotamente permanentemente. Terá de ter um argumento importante e assegurar à empresa que o seu desempenho não se vai alterar. Estará bem a trabalhar remotamente enquanto viaja pelo mundo.

5 Tipos de Trabalho Remoto de Marketing Digital que Pode Fazer a partir de Casa

Para profissionais de marketing, sentar-se num cubículo é algo como um paradoxo. Somos criativos, engenhosos e observadores do nosso meio envolvente, por isso estar confinado a uma “caixa” pode ser bastante limitador!

Graças a Deus as empresas estão agora a considerar os trabalhadores remotos mais do que nunca, dando aos comerciantes a oportunidade de trabalhar num café, em casa, ou em qualquer lugar que queiramos, se nos permitir sermos mais produtivos.

De facto, existe uma série de oportunidades por aí de trabalho remoto no mundo do marketing digital e com empresas tecnológicas que estão cada vez mais a defender ambientes de trabalhos virtuais.

Por isso, se alguma vez pensaste em tirar a tua carreira de marketing do escritório, procura este tipo de posições:

1. Gestor de Marketing de Produto

Se gosta tanto de tecnologia como de marketing, consulte as funções de Gestor de Marketing de Produto — onde irá gerir novos lançamentos de produtos e as comunicações internas, mensagens e posicionamento que os rodeiam.

Enquanto muitas empresas querem que os Gestores de Marketing de Produto trabalhem presencialmente e interajam com outros membros da equipa, pode ter sucesso ao trabalhar para empresas que são apertadas no espaço ou que valorizam o trabalho virtual. Por exemplo, a empresa de computação em nuvem com sede em Santa Barbara, RightScale, oferece muitas posições de trabalho a partir de casa — e, está atualmente a contratar um gestor remoto de marketing de produto que pode estar sediado na Califórnia, Seattle ou Denver.

Deve ter: conhecimento técnico. Os Gestores de Marketing de Produto normalmente trabalham com software e produtos fundamentados na web, por isso, a paixão e a experiência neste mundo são ideais.

2. Copywriter de Marketing

Recentemente classificado como um dos melhores empregos na indústria de marketing e publicidade, o copywriting é uma escolha óbvia para um trabalho a partir de casa. Além disso, o trabalho que produzimos – incluindo as cópias web, e-books, materiais de vendas, blogs e artigos – diz-nos muito mais do que as horas que cronometramos no relógio do escritório.

Não é difícil encontrar cargos de copywriting a tempo inteiro para empresas ou agências de marketing em sites como o FlexJobs; ou, se quiser ser freelancer, dê uma vista de olhos no site Freelance Writing Jobs e em ProBlogger.

Deve ter:  Um dado adquirido são as aptidões de escrita incríveis, mas também deve ter conhecimento de SEO. As empresas querem a escrita que saibem que será vista na internet!

3. Analista de Marketing

Se é detalhista e tem amor por processar números, esta é uma oportunidade excelente para se fazer a partir de casa. Numa posição em que se exige que analise dados e os transforme em estratégia de marca ou marketing, um ambiente de trabalho tranquilo e ininterrupto permite-lhe ser mais produtivo.

Estes tipos de funções variam tanto no âmbito como na experiência — por exemplo, a United Health Group está a contratar um Analista Sénior de Investigação de Marketing para realizar pesquisas de alto nível e dar conselhos a cerca desses dados, e uma empresa de comércio eletrónico está a procurar um assistente analista de SEO para realizar pesquisa de SEO e entrada de dados.

Deve ter: Depende do papel, mas provavelmente uma combinação de competências analíticas e pensamento estratégico. E, claro, conhecimento de SEO é um grande bónus!

4. Estrategista de Conteúdo

Se está neste momento a blogar, é provável que já perceba como funciona o marketing de conteúdo. Então, porque não usar a sua experiência para mostrar às empresas como ter sucesso com os mesmos métodos? Como Estrategista de Conteúdo, trabalhará com as marcas para determinar que tipo de conteúdo precisam com base nos seus objetivos — então, trabalhará para desenvolver essa estratégia através de campanhas, projetos e calendários editoriais.

Há muitas oportunidades disponíveis para funções a tempo inteiro e contratuais, mas também vi as pessoas a terem sucesso ao demonstrar as suas aptidões para as empresas com a qual querem trabalhar. Se é contratado para um projeto e consegue grandes resultados – é um ótimo caso para ser contratado a tempo inteiro. Faça uma lista de sítios onde quer trabalhar, lance-lhes a ideia e aprenda com o processo!

Deve ter: Sucesso comprovado com blogs ou estratégia de conteúdo.

5. Consultor de Marketing Digital

Este é provavelmente o papel mais flexível de todos, e, se tiver vários anos de experiência e sucesso comprovado em marketing digital, pode ser o trabalho ideal para si. Como bónus, os consultores são geralmente bem pagos, uma vez que as empresas contam com os seus conhecimentos para levar a sua corporação ao próximo nível.

Uma opção é trabalhar para uma empresa de marketing digital, que são muitas vezes contratadas para analisar os processos e políticas de marketing digital atuais, fornecer liderança de pensamento e criar estratégias com as equipas para melhorar o seu desempenho.

Ou, pode atacar por conta própria como consultor freelancer, onde pode escolher exatamente que tipo de trabalho e clientes assume. Isto pode ser uma ótima opção para si se estiver a procurar criar um nicho na indústria para si mesmo – pense em redes sociais para clientes de moda e beleza ou trabalho de estratégia de marca para organizações de saúde.

Deve ter: Vários anos de experiência, idealmente uma experiência profunda num ou dois conjuntos específicos de competências.

Os Melhores Sites para Encontrar Ofertas de Trabalho Remoto (Que Realmente Pagam Bem!)

A ideia de trabalhar remotamente é ótima, mas pode não saber onde procurar este tipo de trabalho. Felizmente, o teu próximo trabalho pode estar a um clique de distância.

As oportunidades de trabalhar remotamente estão a crescer, e estes podem ser alguns dos melhores empregos. Os funcionários estão a sair do escritório tradicional por uma série de razões, mas muitos estão a descobrir que o trabalho remoto lhes convém. Posições remotas, por vezes referidas como “trabalhos de telecomunicação” ou “empregos flexíveis”, dão-lhe o melhor dos dois mundos: a energia que vem com o trabalhar com uma equipa e a liberdade de trabalhar a partir de onde quiser.

Mas que tipo de empregos estão disponíveis e como os encontrar? Neste guia, partilharemos o tipo de trabalhos que pode esperar encontrar, os melhores sites para ofertas de trabalho remoto, e algumas dicas sobre como ganhar dinheiro ao trabalhar de casa para si mesmo.

Os melhores trabalhos remotos para trabalhar a partir de casa

À medida que os empregos domésticos se tornam mais populares, a variedade de postos de trabalho remotos disponíveis continua a aumentar. O que antes era considerado principalmente um mundo para assistentes virtuais inclui agora um vasto leque de profissões e indústrias. Se pode razoavelmente realizar tarefas de trabalho e responsabilidades a partir de casa, há uma boa chance de encontrar um trabalho remoto que encaixe com as suas aptidões.

Aqui estão alguns dos possíveis trabalhos a partir de casa:

  • Especialista em redes social
  • Gestor de projetos
  • Representante de apoio ao cliente
  • Desenvolvedor de Software front-end e back-end
  • Designer gráfico
  • Gestor de marketing
  • Assistente executivo
  • Designer UX
  • Associado de entrada de dados
  • Gestor de contas
  • Recrutador
  • Representante de vendas
  • Contabilista
  • Gestor de TI
  • Escritor
  • Editor
  • Gestor de produto
  • Professor

Não vê a sua posição preferida na lista? Não se preocupe, o número de postos de trabalho remotos é demasiado longo para incluirmos uma lista completa, por isso, esperem encontrar mais papéis disponíveis do que os que veem aqui. Com a tecnologia moderna, as empresas podem facilmente trabalhar com indivíduos talentosos de todo o mundo. Isto torna simples usar as suas competências e ganhar dinheiro a partir de casa.

Continue a ler o artigo para conhecer os melhores sites para encontrar ofertas de trabalho remoto.

O trabalho remoto está a aumentar, e estes sites têm os postos de trabalho para o provar. Novas propostas de trabalho são publicadas nestes sites de trabalho remoto todos os dias, o que tornará fácil pesquisar e encontrar a sua posição de sonho.

Cada site funciona de forma diferente e alguns têm focos específicos – como trabalho freelance vs. cargos a tempo inteiro – mas todos eles apresentam trabalhos remotos. Por isso, se procura trabalho a tempo parcial, trabalho a tempo inteiro ou um projeto pessoal para ganhar dinheiro extra, há um site de trabalho remoto para si.

Aqui estão os melhores sites para encontrar trabalho remoto:

FlexJobs

A FlexJobs tem mais de 50 categorias de carreira, com empregos que vão de freelancer a tempo inteiro, e de nível básico a executivo. A melhor parte? Eles selecionam os trabalhos antes de os publicarem, para que não tenha de lidar com oportunidades obscuras. O site atualmente acolhe mais de 20 mil listas de emprego, incluindo oportunidades a tempo parcial e freelancer.

We Work Remotely

Patrocinado pela Remote, o livro dos famosos fundadores da 37Signals, este site de empregos é uma coleção de trabalhos remotos, desde o atendimento ao cliente até ao web design e programação. Com a subcategoria cativante de “Um escritório não é necessário”, e as provisões da marca 37Signals por trás, este site certamente acolherá oportunidades remotas de algumas das empresas de tecnologia mais conhecidas.

Virtual Vocations

Este site de ofertas de trabalho remoto apresenta apenas trabalhos de telecomunicação de escritores técnicos para assistentes jurídicos. Iniciado por uma mãe que fica em casa frustrada com a procura de empregos remotos legítimos, a empresa ainda é gerida por uma equipa totalmente remota. Além disso, o blog tem ótimas dicas, como um artigo recente sobre como obter uma oferta de trabalho remoto para a época de férias.

Dribbble

O Dribbble é um ótimo site para os designers encontrarem a sua próxima oferta de trabalho. Há um separador de localização bem no topo onde pode clicar em “remoto/qualquer lugar” e partir para a aventura de encontrar o seu próximo trabalho a partir de casa.

Fiverr

O Fiverr é um site incrível para encontrar as suas primeiras ofertas de emprego e construir um portfólio RÁPIDO. O site foca-se em “ofertas” ou “micro-trabalhos”, como editar uma imagem no Photoshop, desenhar um anúncio do Facebook ou pensar em títulos de artigos dignos de SEO.

Upwork

Anteriormente oDesk, o Upwork apresenta trabalhos remotos num conjunto de categorias, desde assistentes virtuais a desenvolvedores de aplicações móveis. Um pouco mais para adoçar o negócio: o Upwork alega que mais de cinco milhões de empresas, do Pinterest ao OpenTable, usam o site para contratarem freelancers remotos.

Freelancer

Afirmando ser o “maior mercado de freelancing e crowdsourcing do mundo”, o Freelancer está cheio de ofertas de trabalho remoto de freelancing. Conectando mais de 38 milhões de empregadores e freelancers em todo o mundo, este site apresenta empregos para desenvolvedores de PHP, escritores de conteúdo e web designers. Faça um perfil e comece a licitar empregos!

The Muse

Com uma interface de utilizador deslumbrante, conselhos especializados e informações divertidas para explorar sobre todas as empresas e empregos que apresentam, The Muse facilita a procura de emprego. Mais de 75 milhões de pessoas confiam no The Muse para fazer movimentos relacionados com o trabalho, e pode pesquisar mais de 100.000 empregos usando a página de pesquisa de emprego para encontrar o certo para si.

Indeed

Um dos sites de trabalho mais robustos que pode encontrar, que na verdade, retira dados de toda a internet e de todo o mundo para reunir empregos. Desde os Comercializadores de Produtos a um “Consultor de Produtividade Tecnológica”, os mais de 3 mil trabalhos remotos do Indeed abrangem toda a gama.

Trabalho Remoto Em Portugal: o Novo Padrão?

Um grande número de grandes empresas de diferentes setores, como o Facebook, Ford Motors e Microsoft, anunciaram planos para lidar com a vida profissional pós-pandemia. Isto implica oferecer a opção para as pessoas trabalharem remotamente, no escritório ou uma combinação dos dois. Em alguns casos atípicos, como no Spotify e no Twitter, estão a permitir que os seus colaboradores trabalhem remotamente ou onde quiserem — para sempre.

Se, coletivamente, apenas 20% a 40% dos trabalhadores optarem por trabalhar total ou parcialmente a partir de casa, pode haver consequências que mudem a vida.

Melhor saúde Mental, Física e Emocional

A maior mudança seria a grande melhoria da saúde mental, emocional e física e do bem-estar dos trabalhadores. Arrastar duas horas de ida e volta da sua vida para o escritório tem um preço. Perdes centenas de horas da tua vida todos os anos. O desgaste de ficar preso no trânsito, preso em comboios e autocarros, inalar fumos de emissão de automóveis e stressar por estar atrasado, enfraquece o sistema imunitário e deixa-o irritado, cansado e doente.

Sem a deslocação e sentados no mesmo lugar por mais de oito horas, as pessoas desfrutarão de uma maior qualidade de vida. Teriam mais tempo para passar com a família e amigos. Como o seu chefe não vai respirar pelo seu pescoço, pode estar relaxado perto do seu cônjuge, parceiro e filhos. Pela primeira vez em muito tempo, poderá ouvir o que os seus entes queridos têm a dizer sem interrupções incessantes dos colegas de trabalho. Ajudar as crianças com os trabalhos de casa não será um fardo, já que não o faz às 22h depois de um longo dia de trabalho no escritório.

Agora que o Zoom e outros softwares e tecnologias de telecomunicações são ubíquos e aceitáveis para os negócios, não há a mesma pressão para fazer voos de emergência para os clientes. Sair para jantar e beber depois de um longo dia no escritório também não será tão necessário, como era em pré-pandemia.

O tempo extra ganho pode ser dedicado a ajudar a sua comunidade. Vamos reparar em mais pessoas a criar novos passatempos e a voltar ao desporto que costumavam praticar, mas que tiveram de parar, já que já não tinham tempo. Como nação, começaremos a descomprimir. Em vez de comermos um hambúrguer e comida de plástico ao almoço na mercearia da esquina local, seremos capazes de fazer uma refeição agradável e saudável com ingredientes frescos. Haverá tempo para correr, andar de bicicleta, fazer yoga e fazer uma longa caminhada para apanhar um pouco de ar fresco.

Continue a ler o artigo para conhecer mais benefícios do trabalho remoto.

Sair das Cidades

Já vimos pessoas a deixarem as cidades cheias de pessoas. À medida que o trabalho remoto em Portugal se torna uma realidade a longo prazo, mais gente optará por abandonar os caros e pequenos apartamentos e voar para subúrbios arborizados e locais rurais pitorescos.

Uma atração adicional é que, fora das grandes áreas metropolitanas, os impostos são significativamente mais baixos, assim como o custo geral de vida. Estas áreas, especialmente locais com sol e tempo quente durante todo o ano, vão crescer rapidamente. Entretanto, os preços dos imóveis na cidade vão descer precipitadamente. Pode ser preciso um esforço conjunto das principais corporações e políticos para impedir esta onda de saída das pessoas e a necessidade de os atrair de volta.

Aqueles que trabalham fora das suas casas há mais de um ano podem tornar-se mais aventureiros. Algumas destas pessoas podem decidir que procuram uma aventura divertida. Tornar-se-ão nómadas digitais e viajarão pelo país ou mudar-se-ão temporariamente para países estrangeiros para uma nova e excitante experiência.

Seguir o Significado e o Propósito

A pandemia serviu como um acelerador às tendências pré-existentes. Os Baby Boomers eram focados nos seus empregos e carreiras. É diferente para os Millennials e a Geração Z que estão agora a entrar no mercado de trabalho.

Com a aceitação do trabalho remoto em Portugal, outras possibilidades são abertas. Os jovens procurarão empresas que ofereçam empregos que sejam significativos e sirvam um propósito maior. Não aceitam empregos baseados apenas no dinheiro. Querem que a sua empresa defenda valores sociais e políticos semelhantes aos que detêm.

O surto do vírus e o acompanhamento de casos e mortes de Covid-19 fizeram com que as pessoas de todas as idades priorizassem as suas vidas. Compreendem muito bem como a vida é frágil e fugaz. Será uma era de pessoas a reinventarem-se, a mudarem de emprego e de carreira e a apostarem em novas indústrias. Alguns voltarão para a escola, aprenderão novas competências e farão um novo começo.

Haverá um otimismo renovado. Em vez da desgraça e do desânimo implacáveis, ficaremos muito contentes por a maioria dos cidadãos estarem vacinados e, agora, ser possível ir ao cinema, a restaurantes, a concertos e a outros eventos. Os trabalhadores em licença serão trazidos de volta e novos postos de trabalho serão criados. Será como os anos 20 após a Gripe Espanhola e a Primeira Guerra Mundial – um tempo de renascimento, alegria e possibilidades ilimitadas.

8 Dicas de Trabalho Remoto para Iniciantes

Se está a entrar em trabalho remoto pela primeira vez, estamos aqui para lhe dar algumas dicas de peritos.

Então, convenceu o seu chefe a deixá-lo trabalhar remotamente, ou conseguiu um novo trabalho remoto? Como pode manter-se produtivo, criativo, inspirado e estar à altura de todas as expectativas que definiu para si dentro deste novo estilo de vida?

‍1. Comunicação excessiva

A chave para ser bem-sucedido em qualquer profissão é a comunicação, mas quando se trata de trabalho remoto é um ativo ainda mais importante. Uma vez que já não está a algumas mesas de distância dos seus colegas ou do seu gerente, o seu trabalho é agendar reuniões de verificação com eles semanalmente para que possa discutir os seus objetivos, projetos futuros e tarefas diárias.

Certifique-se de se defender e indicar claramente o progresso que fez na última semana, que objetivos ultrapassou e que projetos liderou. Quando não está no escritório, pode ser difícil para o gerente ter em mente todo o trabalho que os colaboradores executaram, por isso não tenha medo de salientar marcos importantes por si mesmo.

2. Invista em tecnologia confiável

Qualquer trabalhador remoto irá dizer-lhe que o acesso a Wi-Fi consistente é parte integrante do seu sucesso, mas há mais para uma configuração bem-sucedida do que uma ligação à Internet. Além de ter a capacidade de fazer chamadas de vídeo sem perder a ligação, deve considerar quais as ferramentas e tecnologia que precisa para fazer bem o seu trabalho. Por exemplo, muitos trabalhadores remotos investem num grande par de auscultadores que anulam o ruído para que possam levar o seu trabalho para qualquer lugar – independentemente dos níveis de ruído de fundo. Outros consideram que os teclados e ratos sem fios, ou mesmo um segundo ecrã, são parte integrante da sua eficiência.

3. Apoie-se na sua comunidade

Um dos maiores mitos em torno do trabalho remoto é que as pessoas que não trabalham num escritório corporativo são solitárias. Para garantir que se sente apoiado e ligado ao “mundo real”, recomendamos que se torne parte de uma comunidade remota – virtualmente ou presencialmente num espaço de co-working local ou coletivo. Descobrimos que estar rodeado por outros que estão a trabalhar remotamente inspira os principiantes a manter o foco e a manterem-se produtivos, ao mesmo tempo que abraçam a flexibilidade da localização.

4. Considere o seu espaço de trabalho

Prepare-se para o sucesso num lugar onde possa focar-se nas tarefas que tem em mãos. Quer isso signifique encontrar um grande espaço de co-working perto de si, um café local ou criar um local próprio para trabalhar em casa, certifique-se de que se sente motivado pelo ambiente e pronto para enfrentar o que vier a caminho.

5. Descubra o seu estilo de trabalho

No início da sua jornada de trabalho remoto, é uma ótima ideia descobrir o ambiente que precisa para trabalhar com sucesso. Por exemplo, gosta de estar rodeado de ruído branco? Um café pode ser a melhor escolha para si. Trabalha bem em silêncio? Talvez seja altura de investir nuns auscultadores que anulem o ruído. Outras coisas a considerar são se, é mais produtivo de manhã ou à noite e se, fica mais motivado ao fazer pequenas pausas ao longo do dia ou uma pausa mais longa ao meio-dia. Esta é a beleza do trabalho remoto – começar a trabalhar durante as suas melhores horas, sejam elas quais forem.

Continue a ler o artigo para descobrir as restantes dicas de trabalho remoto para iniciantes.

6. Tire tempo para si mesmo

Quando a linha entre “trabalho” e “casa” começar a esbater-se, poderá ficar preso ao ecrã do computador por um período mais longo (ver próximo ponto). Embora isso, às vezes, possa ser necessário ao fechar um grande negócio ou finalizar uma apresentação importante, dê a si mesmo tempo para si. Comprometa-se com a sua atividade física e certifique-se de que está a criar espaços na sua agenda para comer refeições saudáveis e nutritivas para que possa estar focado e produtivo quando precisa de ser.

Os benefícios do trabalho remoto podem estender-se à sua vida fora do trabalho também. Com maior flexibilidade, podes ter tempo para te certificares de que não estás a perder os momentos importantes da vida. Como trabalhador remoto, pode cuidar dos seus filhos sem se preocupar em deixar o escritório durante o horário normal de trabalho, pode decidir trabalhar em qualquer local do mundo e até pode marcar a consulta médica que tem adiado porque não era compatível com o seu horário.

7. Saiba quando se “desligar”

Este pode ser um dos aspetos mais desafiantes para os iniciantes do trabalho remoto, uma vez que o mundo está cada vez mais ligado. Embora possa receber e-mails e notificações a qualquer hora (especialmente se estiver a trabalhar num fuso horário diferente dos seus colegas), é importante desenvolver o hábito de definir uma hora em que “iniciará oficialmente” a noite. A melhor parte de trabalhar remotamente é ter a flexibilidade para trabalhar quando é mais produtivo, por isso tenha cuidado ao definir o padrão de que está disponível 24 horas por dia.

8. Aproveite as regalias de trabalhar remotamente

Trabalhar remotamente não se aplica apenas a quem trabalha a partir de casa ou na mesma região que o escritório da sua empresa. Se for possível com a sua posição atual, leve o seu talento para a estrada! No Ano Remoto, funcionários, freelancers e empreendedores trabalham de lugares como Hanói, Kuala Lumpur, Cidade do Cabo, Lisboa e Cidade do México – tudo enquanto desfrutam do apoio de uma comunidade incrível.

Agora que está a trabalhar remotamente, a vida vai parecer um pouco diferente (e um pouco mais incrível). No entanto, se confiar nas oito dicas que enumeramos acima, a transição para a liberdade de um estilo de trabalho flexível será agradável e bem-sucedida.

Azulejos Tradicionais Portugueses e a religião

Quando se pensa em Portugal, os azulejos coloridos vêm à mente tão rapidamente como a comida, as praias e, claro, o surf.

Então, se quiser saber mais sobre esta bela tradição de azulejos portugueses, continue a ler o artigo!

O que são azulejos portugueses?

Os azulejos são uma grande parte da história portuguesa e os dois são realmente inseparáveis.

Os azulejos portugueses vêm de várias formas e feitios, e são manufaturados em cerâmica, pintados e vidrados para aguentar o tempo e o desgaste.

No entanto, estes não são apenas azulejos simples, são uma grande parte da cultura e das tradições portuguesas com uma grande associação a momumentos religiosos e insignias episcopais.

A vertente técnica em torno da produção de azulejos é muito específica e a sua principal característica é a longevidade que oferece ao produto final, razão pela qual quase todos os edifícios em Portugal estão decorados com azulejos e artigos religiosos.

E alguns remontam a vários séculos!

Design de azulejos portugueses.

As pessoas que queriam construir os seus monumentos com azulejos portugueses sempre tentaram relacioná-los com a história do edifício.

Por exemplo, se um padre encomendasse alguns azulejos para a sua capela, pediria que os santos fossem apresentados neles. O “produto final” apresentaria vários títulos que basicamente formavam uma pintura.

Como e quando apareceram os azulejos em Portugal?

Apesar de os azulejos serem originários do Egito, foram trazidos pela primeira vez para Portugal pelos árabes, no século XIII, na altura da sua invasão, o que também ajudou a moldar a cultura portuguesa.

No entanto, foi no tempo do rei D. Manuel I que os azulejos foram introduzidos pela primeira vez em Portugal. Foram, de facto, importados de Sevilha após a visita do Rei, a Espanha.

Diz-se que ficou tão encantado com o brilho destes azulejos, que teve de trazer alguns de volta a Portugal para decorar as suas muralhas do palácio – o Palácio Nacional de Sintra.

Como são feitos os azulejos portugueses?

A primeira fábrica de azulejos data do século XVIII e foi construída em Lisboa, capital de Portugal. Desde então, o processo tem sido conservado tanto quanto possível, preservando sempre a sua tradição e o método que lhe está associado.

A maioria dos azulejos portugueses são quadrados e finos, para serem usados para decorar as paredes dos edifícios.

Os azulejos são assados num forno e a sua parte exterior é envidraçada depois para que possam ser pintadas pelos artistas. Este envidraçado torna-os à prova de água, de forma a resistir a quaisquer condições ambientais.

Então deve estar a perguntar-se onde entra o “azul”?

Em Portugal, a maioria dos azulejos que encontra, combina as cores branca e azul (principalmente). E você os vê honestamente em todos os lugares, desde igrejas e mosteiros a casas simples.

Estas cores predominantes eram consideradas muito na moda na época da Era dos Descobrimentos (dos séculos XV ao XVIII).

Também estão associados à porcelana oriental e têm uma influência holandesa (Azul Delft). Além disso, a cor azul era vista como um sinónimo de poder e riqueza, e é por isso que você pode facilmente encontrá-los em monumentos importantes em todo o país.

Utilização de azulejos portugueses.

Inicialmente, os azulejos portugueses eram usados dentro da maioria dos edifícios. Como só foram comprados por famílias ricas, é compreensível que não as tenham usado tanto lá fora.

Com o tempo, a tendência era usá-los na construção de todos os edifícios, por isso é possível vê-los em quase todo o lado. A decoração em si depende do artista, ou do arquiteto e construtor do edifício, uma vez que pode decorar uma casa com desenhos iguais, coloridos ou peças de arte.

Dito isto, a maioria das pessoas constrói padrões e decora as suas casas num design muito geométrico.

No entanto, é muito comum ver murais detalhados retratados em igrejas e mosteiros.